A cada época os monstros tomam conta de nossas mídias, um tempo são Vampiros, em outros Lobisomens e atualmente os famigerados Zumbis, confesso adoro "The Walking Dead" eu e meu marido já estamos acompanhando a 6º temporada. Muitos me perguntam, o que há de tão cativante em mortos vivos?  recentemente vi uma postagem do Propagandista em ascensão Alexandre Matos, que é muito, mas muito coerente na comparação transcrita;

"Minha esposa me perguntou porque eu assisto The Walking Dead, sendo que ela não vê nada de interessante em um monte de "zumbis" andando de um lado para o outro. Respondi que assisto porque é uma das mais perfeitas analogias da vida em sociedade na atualidade:
1. A maioria dos "zumbis" só repete o que o restante do grupo faz.
2. Todos os "zumbis" estão querendo contaminar o restante para serem como eles.
3. Os "zumbis" são agressivos, intolerantes e intransigentes quando querem o seu objetivo.
4. Os "zumbis" perambulam de um lado para o outro sem rumo ( lembra alguém ?) e repetem todo dia a mesma coisa ( rotina, rotina).
5. No "mundo" dos "zumbis" ou você "come" ou é "devorado" ( opa, lembra algo ?).
6. No "mundo" dos "zumbis" não existem recursos para todos viverem bem e em harmonia ( opa, mais uma coincidência).
7. Os poucos "humanos" que tentam lutar pela sua sobrevivência não conseguem se despir das suas vaidades e egos nem na hora de brigar pela própria vida.
Quer mais parecido com a nossa sociedade humana do que isso?"

Sociedade a parte, as crianças adoram personagens dos mais famosos monstros das telas e historias de terror. Pensando nisso criei essas bolsas de Halloween.









A gente não quer só comida, a gente quer comida diversão e arte!!!

O sentido da comida e da alimentação em rituais e confraternizações não é algo recente. Em registros antigos como a Bíblia já se encontra relatos que relacionam confraternização e a comensalidade, como por exemplo, a Santa Ceia. Partilhar um alimento pode ter vários significados, dentre eles pactos, fechamento de contratos, a confraternização e o ritual.

Comer não é, definitivamente, um ato solitário, e seu objetivo não é exclusivamente matar a fome ou nutrir-se, o comer é também um “saber”, pois se conhece pelo gosto. As palavras saber e sabor originam-se da mesma palavra latina sapere, que significa “ter gosto”. O conhecimento empírico do mundo passa certamente pelo sentido do gosto. A comensalidade acompanha a sociedade há anos. Derivado do latim – ‘mensa’ –, o termo significa conviver à mesa, que envolve não somente o padrão alimentar e o que se come, mas principalmente o modo como se come.

E cá entre nós não tem coisa melhor que se reunir com entes e amigos queridos, para partilhar de uma mesa farta e deliciosa. Eu adoro fazer reuniões onde cada um leva uma especialidade, e pensando nisso pra trazer mais praticidade e segurança olha esse prático porta panela, perfeito pra que você possa levar seu prato especial quentinho, sem o risco de deforma-lo mudando de recipiente, não é maravilhoso.










As flores estão presentes em todas as culturas e, em cada uma delas, essas plantas têm diferentes usos, significados e até mesmo lendas que explicam sua origem, por exemplo;

A HISTÓRIA DO BOUQUET

Dizem que na Grécia antiga, onde os casamentos já eram monogâmicos e tudo acontecia certinho... noivado, casamento e filhos,as noivas mais ricas usavam adornos como jóias e terços, mas as camponesas mais pobres ganhavam das suas mães, amarrados de flores com a intenção de trazerem boa sorte e bons perfumes para a vida de casada.Aí a tradição se espalhou e todas as noivas passaram a carregar seus 'buquês', que naquela época, além de flores também podiam ter alhos e ervas, cada uma com um significado.Assim se originou o bouquet, na Antiga Grécia.

Adoro flores por isso há flores em tudo que faço, há flores em tudo que eu vejo...









Acho que muitos devem conhecer a história do garoto que ficou sem papel e foi salvo pelo Twitter, conheçam abaixo. E para evitar similar circunstância em nossas casas, olhem que lindo kit Porta Papel.

Jovem fica sem papel higiênico em trem e resolve o problema pelo Twitter

Quem nunca percebeu tarde demais que o banheiro estava sem papel higiênico não sabe o que é viver perigosamente. Nessa situação constrangedora, no entanto, raramente pensamos em fazer alguma publicação que possa repercutir em todo o mundo.
Mas esse não é o caso de um adolescente chamado Adam, que estava em um trem em direção a Glasgow, na Escócia. Ao perceber que estava sem papel higiênico, o jovem resolveu desabafar no Twitter: “Eu acabei de fazer um cocô razoavelmente grande e não existe mais papel higiênico no trem das 19h30 da @virgintrains entre Euston para Glasgow. Por favor, enviem ajuda”, disse ele na publicação.
Surpreendentemente, a empresa respondeu ao garoto, perguntando em qual vagão o jovem estava. Ele saiu do banheiro rapidamente, para checar, voltou e respondeu. Em instantes um funcionário da companhia foi até o banheiro levar papel higiênico ao jovem, que teve um final feliz para seu momento de apuro.